FIX- CATCH

Tania Mara Brandão Carnaúba, do Rio de Janeiro /RJ, desenvolveu um artefato para ser utilizado na punção venosa, composto por uma agulha longa, revestida por um tubo de plástico radio opaco,um pouco mais curto que a agulha, que possibilite, ao visualizarmos o conjunto acoplado, perceber que a ponta da agulha fica exposta, para possibilitar através dela, a referida punção. Após a punção a agulha deve ser gradativamente retirada do tubo que a envolve, e o tubo, concomitantemente, introduzido na luz do vaso. À agulha, na extremidade oposta à sua ponta, prende-se um tubo maleável, que permitirá ver, durante a punção, o escoamento do sangue, havendo uma válvula que poderá permanecer aberta se houver a intenção de colher sangue, e ser fechada, caso contrário, dando segurança a quem punciona, por possibilitar a prevenção de contágio por esta via. Ao tubo que reveste a agulha, prende-se duas proeminências que permitem que os dedos de quem punciona sejam posicionados na hora da punção, dando-lhe apoio, e, após a punção permitirão que o referido tubo seja fixado à pele do paciente, dando mais conforto e possibilitando um tempo maior de permanência da punção. O pedido de privilégio está depositado no INPI sob o número PI 9603975-2
E-mail: gemeas@centroin.com.br